top of page
  • sintrafap

BB atende movimento sindical e contrata 88 para preencher vagas em CRBBs

Trabalhadores alertam que é preciso mais contratações para eliminar claros não apenas nas centrais de atendimento, mas em todas as áreas do banco


Trabalhadoras e trabalhadores do Banco do Brasil e que prestam atendimento na Central de Relacionamento do Banco do Brasil (CRBB) de São Paulo, no Complexo Verbo Divino, e São José dos Pinhais, no Paraná, conquistaram a contratação de mais 52 e 36 colegas, respectivamente. O anúncio foi realizado cerca de seis meses após a criação de um Grupo de Trabalho Específico para resolver o problema de falta de trabalhadores nas centrais.

“O fim da alta quantidade de claros [vagas não ocupadas] nos prefixos é uma exigência antiga do movimento sindical bancário, porque além de sobrecarregar os funcionários atuantes, esse cenário tem impedido que os mesmos, altamente capacitados, ascendam na carreira dentro do banco, porque acabam condicionados a se manterem como atendentes nas CRBBs por um longo período”, pontua a coordenadora da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Fernanda Lopes.

“Essas contratações anunciadas agora, para São Paulo e Paraná, são motivo de comemoração, mas precisamos de mais contratações, para solucionar os claros não apenas nas centrais de atendimento, mas em todas as áreas do banco, sobretudo na rede de atendimento varejo”, completa a coordenadora da CEBB.

O funcionário do BB e representante da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná (Fetec-CUT-PR) na CEBB, Alessandro Greco Garcia, conhecido como Vovô, explica que a criação do GT Específico, com participação de representantes do movimento sindical e do banco, foi fundamental para o avançar na resolução dos problemas de claros nas CRBBs. “Nós apresentamos nesse grupo pesquisas feitas com funcionários das CRBBs de Recife (PE), São José dos Pinhais (PR) e São José (SC) e que revelaram um clima de trabalho preocupante, devido à sobrecarga e dificuldade de ascensão, como desmotivação para ir ao trabalho e estresse. Por isso, a contratação de mais pessoas, além de necessária para melhorar os atendimentos, é fundamental à saúde das trabalhadoras e trabalhadores”, destaca.

Além das 88 contratações para a CRBB de São Paulo e São José dos Pinhais, o movimento sindical continuará pleiteando mais contratações em outras áreas.

“Seguiremos firmes na luta. Ainda temos muito o que conquistar em termos de valorização e melhores condições de trabalho nas CRBBs e no BB como um todo”, destaca o dirigente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e representante da entidade no GT sobre CRBBs, Antonio Netto. “Se lá atrás a direção do banco não tinha a sensibilidade de discutir com o movimento sindical os principais problemas da categoria, agora o primeiro grande avanço no GT sobre CRBBs se coloca com o anúncio destas contratações”, conclui.

Fonte: Contraf/CUT.

4 views0 comments

Comments


bottom of page