top of page
  • sintrafap

Junho Vermelho: mês de incentivo a doação de sangue e de combate à anemia e a leucemia


Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que a porcentagem de doação de sangue no Brasil é de apenas 1,6%, enquanto o ideal seria de 3% a 5%, algo distante da realidade do país. Com o objetivo de mudar isso, foi criado o Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado em 14 de junho. O Sindicato dos Trabalhadores do Ramo Financeiro do Estado do Amapá (Sintraf/AP) reforça a importância desse ato para salvar vidas ou ajudar pessoas que necessitem de transfusão sanguínea. Também é um momento para alertar a sociedade para os cuidados de combater as anemias, leucemia e propagar a importância da prevenção. 


Doação de Sangue

Durante este período, as pessoas são lembradas da importância dessa atitude de solidariedade. Uma bolsa de sangue doada pode ajudar até 4 pacientes que necessitam. Além de reforçar a importância da doação, a data é um momento para agradecer às pessoas que contribuem para o abastecimento dos bancos de sangue. O dia foi oficializado em 2005 pela Assembleia Mundial da Saúde (AMS).

Para alcançar maior adesão às doações e derrubar decisões ultrapassadas que excluíam pessoas do processo, o Supremo Tribunal Federal (STF) permitiu, em 2020, que pessoas LGBTQIAPN+  doassem sangue, o que até poucos anos era proibido. Outra mudança está relacionada à pessoa com tatuagens: antes, o prazo para doar era de 12 meses após o procedimento; atualmente, é necessário apenas 6 meses para se candidatar.

Os doadores recebem alguns incentivos para manter a continuidade nas doações. Segundo a Lei n.º 1075/1950, garante-se folga remunerada por ano para as pessoas que realizam este ato e também são isentos da taxa de inscrição de alguns concursos públicos, direto reforçado pela Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), que em sua cláusula 23, garante perante comprovação uma folga para a doação. Estes são alguns dos benefícios oferecidos às pessoas que contribuem com a doação.


Onde doar? 

No estado, as doações são realizadas no Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap), um local preparado para coletar e armazenar, em ambiente adequado, às bolsas de sangue. O instituto está localizado na Av. Raimundo Álvares da Costa, nº 1093, em Macapá, e funciona das 7h30 às 12h30, de segunda a sexta-feira.

Quem pode doar?

Para se tornar um doador, a pessoa precisa atender a alguns critérios de seleção, físicos e de exclusão. Após passar por uma triagem clínica, que consiste em um questionário sobre a condição de saúde e questões relacionadas à vida do possível doador, é uma das formas de analisar se a pessoa está apta para o processo.

Para doar é necessário: 

  • Pesar acima de 50 kg

  • Ter entre 16 e 69 anos

  • Menores de 18 anos precisam de autorização dos responsáveis. O termo de autorização pode ser solicitado pelo WhatsApp do Hemoap, pelo número (96) 98811-0200. A presença do responsável no ato da doação é facultativa. 

  • Não ingerir bebida alcoólica no mínimo 12h antes

  • Não ter fumado pelo menos 2h antes.

  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6h na noite anterior).

  • Estar bem alimentado (evitar alimentações gordurosas nas 3h que antecedem a doação).

Junho Laranja 

O mês também é uma data importante para o combate e prevenção às anemias e Leucemia. Doenças que afetam a vida de inúmeras pessoas pelo mundo e existe a necessidade de cuidados para o controle e prevenção das doenças. 

A anemia é uma condição na qual afeta o sangue da pessoa e dificulta o transporte natural de oxigênio para o tecido do corpo, causando no portador cansaço extremo, fraqueza e outros sintomas, dificultando a vida cotidiana e impedido de praticar determinadas atividades de forma satisfatória. Entender os sintomas é necessário para identificar e buscar canais de atendimento adequados para o tratamento e desta forma evitando complicações graves. 

A leucemia é um câncer que afeta os tecidos responsáveis por transportarem o sangue que circula no corpo humano. A doença se apresenta de diversas maneiras, algumas são comuns em crianças e outros adultos. Assim como outras doenças, o diagnóstico precoce é a forma mais eficaz de aumentar a possibilidade de cura do portador. No mesmo mês que se destaca a importância da doação de sangue, também é indispensável reforçar a importância da doação de medula óssea, uma das principais formas de tratamento de pacientes com leucemia. 


Redação Sintraf/AP

Texto: Giovane Brito

Siga-nos no Twitter: @SintrafAP

Facebook: Sindicato dos Trabalhadores do Ramo Financeiro do Amapá

Instagram: @Sintrafap

Contato: Secretária Sintraf/AP - (96) 98802-0267


8 views0 comments

Comments


bottom of page