top of page
  • Writer's picturesintrafap

Janeiro Branco: Sintraf-Ap reforça a importância do cuidado com a saúde mental da categoria

Campanha promove reflexão e renovação de metas e ações para o ano que se inicia

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 30 milhões de brasileiros sofrem com algum tipo de condição mental que afeta diretamente a qualidade de vida e o ritmo de trabalho. Esses dados também mostram que o Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas no mundo, cerca de 9,3% da população, e 5,8% dos brasileiros sofrem de depressão.

Assim, a necessidade de redobrar a atenção com os cuidados com a saúde mental se fazem cada vez mais necessárias. Pensando nisso, a campanha de 2023 do Janeiro Branco tem como tema a Vida Pede Equilíbrio.

O Janeiro Branco surgiu como um movimento social dedicado a construir um pensamento contra o preconceito acerca dos problemas que permeiam a psique humana. A fim de desconstruir tabus e trazer à tona uma reflexão a respeito do assunto realizando campanhas que geram conscientização, orientem e inspirem autoridades, patrões, empregados e sociedade como um todo sobre soluções que tornem as condições de trabalho mais dignas.

As jornadas prolongadas e o aumento do ritmo de trabalho, têm contribuído seriamente para os agravos à saúde, principalmente das trabalhadoras e trabalhadores do setor financeiro. Durante a pandemia da Covid-19 o serviço bancário foi considerado essencial, dessa forma, eles permaneceram exercendo suas atividades, com as mesmas cobranças cotidianas e o agravante pandêmico.

A Diretora de Saúde, Condições de Trabalho, Esporte e Lazer do Sintraf-Ap (e funcionária do banco Itaú), Dayane Machado, fala sobre o dia a dia desafiador de quem trabalha no ramo financeiro. “Atender clientes, seja no atendimento, ou na venda de produtos e serviços para atingir metas cada vez maiores. É uma tarefa difícil, que requer tempo, concentração [...] e assim, o cansaço mental, esgotamento físico vão se agravando e consequentemente vão contribuindo para um adoecimento,” explica.

Durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, um corte de recursos na Rede de Atenção Psicossocial (Raps), determinado pelo Ministério da Saúde por meio de portaria causou sérias complicações em relação a ações de suporte à população. O que foi considerado um retrocesso por muitos especialistas da área.

Dayane também fala da importância da luta sindical no processo de manutenção de direitos trabalhistas. “Uma das tarefas das entidades sindicais é cobrar e fazer com que os bancos forneçam condições de trabalho que respeitem as limitações de cada um, e que deem mais suporte físico e mental para desenvolvimento das suas atividades, tendo seus direitos garantidos, pois é através dessas trabalhadoras e trabalhadores que os bancos crescem”, afirma.

O Sintraf-Ap informa que está disponível para orientações através dos canais de atendimento através do número (96) 98802-0267, do e-mail sintraf.ap@gmail.com e também de forma presencial na sede que fica localizada na Rua São José, 2169, Central, Macapá, lembrando que o acesso ao prédio é pela Av. Mendonça Júnior, das 08h às 18h de segunda a sexta. Para mais informações sobre acesse o site https://janeirobranco.com.br/


Amanda Isis/Ascom Sintraf-Ap

18 views0 comments

Комментарии


bottom of page