top of page
  • sintrafap

Estudo do DIEESE reúne dados sobre atuação da Caixa em todos os Estados Brasil

O Caderno dos Estados, material produzido em parceria com a Contraf-CUT, apresenta informações sobre o banco público, em especial, na operacionalização de programas sociais no país


A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) lançaram, nesta terça-feira (16), o Caderno dos Estados. O material reúne dados dos principais serviços sociais e das políticas públicas do governo que são operadas pelo banco, em cada estado do país. O conteúdo pode subsidiar administrações municipais e estaduais, parlamentares e pesquisadores e imprensa.

A pesquisa para elaboração do Caderno dos Estados foi realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a pedido da Fenae. Entre os dados apresentados, a edição de 2023 traz informações atualizadas de 2022 sobre operações de crédito, financiamentos imobiliários, obras de saneamento, habitação e infraestrutura e empregos gerados com recursos do FGTS em todos os estados do país.

Para o presidente da Fenae, Sergio Takemoto, as informações contidas no Caderno evidenciam a grandeza da Caixa em números e em relevância para a sociedade como agente de inclusão social. “O material mostra para toda a sociedade como o trabalho da Caixa e seus empregados contribuem para o desenvolvimento do país e a melhoria das condições de vida da população, reduzindo desigualdades sociais e proporcionando a geração de empregos e renda”, ressalta.

Como destaque, está que a Caixa investiu, em 2022, R$ 53,5 bilhões no Casa Verde e Amarela, com a contratação de 367.118 unidades habitacionais. Já no Auxílio Brasil, foram repassados R$ 13 bilhões somente em dezembro do ano passado, contemplando 21,6 milhões de famílias. Das operações de crédito ativas no Brasil, 21,7% pertencem à Caixa.

A publicação também mostra que o saldo de crédito para micro e pequenas empresas atingiu o valor de R$ 57,5 bilhões, o que representou um aumento real de 2,4% em 12 meses no país. Em 27 anos, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que é operacionalizado pela Caixa, já executou R$ 732,5 bilhões em obras de saneamento, habitação e infraestrutura em todo o país.

Com quase 20% de todas as agências bancárias do Brasil, a Caixa está presente em municípios distantes e áreas isoladas que bancos privados não atendem. Como exemplo, as agências-barco, que atendem a população ribeirinha no Amazonas.

O presidente da Fenae destaca que os dados apresentados refletem o trabalho e dedicação dos empregados do banco. A retomada de programas importantes, como o Minha Casa Minha Vida e o Bolsa Família, juntamente com a ampliação da oferta de crédito, exigirá um aumento no número de trabalhadores. É o que vai garantir um atendimento de qualidade à população e contribuir para o desenvolvimento do país. Afinal, são esses profissionais que trabalham incansavelmente para que os resultados apresentados neste material sejam tão impressionantes”, reforça Takemoto.


Fonte: FENAE


8 views0 comments

Comments


bottom of page