top of page
  • sintrafap

CUT encerra 14º Congresso com aprovação de novo Plano de Lutas para 2023-2027

Programa para quadriênio inclui aumentar diálogo com a sociedade e luta por democracia e por desenvolvimento sustentável

A nova direção da CUT Nacional, para o período 2023-2027, foi eleita e empossada nesse sábado (21), durante o “14º Congresso Nacional da CUT (Concut) – Luta, direitos e democracia que transformam vidas”, realizado na capital de São Paulo, desde a quinta-feira (19).

Já no último dia do Concut, neste domingo (22), foram aprovados o Plano de Lutas e resoluções (moções) para a Central nos próximos quatro anos. O Plano de Lutas inclui aprofundar o diálogo com a sociedade, a partir de campanhas educativas sobre a importância social dos sindicatos na garantia de direitos do trabalhador, a luta por democracia e desenvolvimento sustentável, emprego digno, reforma agrária, segurança alimentar e economia solidária.

Ao final dos votos sobre as moções e o Plano de Lutas, o presidente reeleito da CUT, Sérgio Nobre, ao lado da recém-eleita vice-presidenta da entidade, Juvandia Moreira, agradeceu aos delegados e delegadas, que vieram de todos os estados do país, comentou sobre as dificuldades do movimento sindical nos últimos anos e também ressaltou a “garra dos companheiros que realizaram o congresso”.

“Um grande desafio que a gente tem, da classe trabalhadora, é o de reconstruir o Brasil, de pensar um país com direitos, de pensar um país com sindicatos fortes, um país com a democracia forte, um país com desenvolvimento econômico, sustentável, para o meio ambiente e também que promova a inclusão social”, explicou Juvandia Moreira, sobre os desafios do próximo quadriênio. “Esse desenvolvimento tem que contemplar as várias regiões do país, contemplar os vários ramos”, completou.


Fonte: Contraf-CUT

Comments


bottom of page