Bancários fecham 25 agências no primeiro dia de greve no Amapá


_mg_8569

Lucros exorbitantes Com os lucros nas alturas, os cinco maiores bancos (Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander e Caixa) lucraram R$ 29,7 bilhões no primeiro semestre de 2016, mas, por outro lado, houve corte de 7.897 postos de trabalho nos primeiros sete meses do ano. Entre 2012 e 2015, o setor já reduziu mais de 34 mil empregos.

Desemprego Bancários e bancárias convivem com um ambiente de trabalho adoecedor, desgastando a sua saúde física e mental ao longo de jornadas de trabalho extenuantes, sem pausas para descanso, com metas de produção inalcançáveis e cada vez mais crescentes, convivendo com riscos de assaltos e de sequestros e tendo de dar conta de inúmeras tarefas. A última estatística divulgada pelo INSS, entre janeiro e março do ano passado, revelou que 4.423 bancários foram afastados do trabalho, sendo 25,3% por lesões por esforços repetitivos e distúrbios osteomusculares e 26,1% por doenças como depressão, estresse e síndrome do pânico. (Com informações: Contraf-Cut)

img_8562

img_8528

55ddfcb9-ca69-4f0e-bd4f-5224cb15e1d7

98f9026c-ed15-4b0e-9003-500e919c8e86

54d2f0d6-66d2-492b-8cc9-e46773d4dcea

_mg_8604

_mg_8577
0 views0 comments