Bancário é reintegrado ao Bradesco em Campos dos Goytacazes (RJ) após vencer Covid-19

Ele ficou 30 dias internado na UTI e estava trabalhando em home office, tratando das sequelas da Covid, quando foi demitido

O bancário Afonso Cláudio Machado Alves, 57 anos, 36 de carreira no Bradesco, retornou ao trabalho nesta segunda-feira (9), na agência 0065 do Bradesco, no calçadão do centro financeiro de Campos dos Goytacazes (RJ). Afonso foi demitido em outubro do ano passado, cinco meses depois de ter vencido a Covid-19. Ele ficou 30 dias internado na UTI e estava trabalhando em home office, tratando das sequelas da Covid. As mais graves foram paralisia na perna esquerda e complicações pulmonares.

O Sindicato dos Bancários de Campos dos Goytacazes e Região entrou na Justiça e Afonso foi reintegrado em abril deste ano, mas o banco recorreu e no mês passado a liminar foi cassada. Agora, em nova vitória do Sindicato, ele está de volta à agência onde trabalha desde os 21 anos de idade, começando como escriturário e atualmente no cargo de gerente comercial.

Afonso também tem LER/Dort, adquirida ao longo dos anos de dedicação ao banco. Ele conta que viveu momentos difíceis, de insegurança e apreensão. “Eu já tinha problemas de saúde e ainda enfrentei a Covid, que me deixou sequelas até hoje, e então veio a demissão e a preocupação com o sustento da família, a medicação, o plano de saúde”, lembrou o bancário, que ressaltou a importância do apoio e empenho do Sindicato. “É uma alegria estar de volta ao trabalho. O Sindicato foi primoroso. Recebi toda a atenção e assistência que foram fundamentais para mim nesses meses. Só tenho a agradecer”, disse o bancário.

0 views0 comments