top of page
  • sintrafap

16ª Conferência Regional da Fetec-CUT/CN aprova resoluções e delegados à Conferência Nacional

Estão na pauta combater epidemia de adoecimentos mentais na categoria, organizar os trabalhadores do ramo financeiro e taxar os super-ricos na reforma tributária

A 16ª Conferência dos Bancários do Centro-Norte (Fetec-CUT/CN), realizada nesta quarta-feira 12 de julho em dezembro, aprovou uma série de resoluções para a ação sindical da entidade e que serão levadas à 25ª Conferência Nacional da categoria que acontece em São Paulo entre os dias 4 e 6 de agosto. Entre elas estão a ampliação das ações visando a organização dos trabalhadores do ramo financeiro na base da Federação a solicitação de audiência pública na Câmara dos Deputados e elaboração de documento a ser entregue ao Ministério do Público do Trabalho denunciando a epidemia de adoecimentos mentais na categoria bancária. E ampliar a mobilização para incluir na reforma tributária a desoneração dos mais pobres e a taxação dos lucros e dividendos e dos super-ricos.

Os representantes dos bancários também ratificaram as propostas e a eleição dos delegados e delegadas que serão enviados à Conferência Nacional, aprovados nas conferências e assembleias das bases dos sindicatos filiados à Fetec-CUT/CN. Aprovaram ainda várias moções condenando o uso da Caixa Econômica Federal como moeda de troca política com o Centrão, repudiando a política de juros altos do Banco Central e manifestando apoio às seis deputadas federais que estão sofrendo violência de gênero e correm risco de perderem os mandatos.

“A 16ª Conferência teve uma grande representação de toda a base da nossa Federação. Debatemos os grandes temas de relevância tanto da categoria como da sociedade brasileira de hoje, que começou com a Conferência de Saúde e Condições de Trabalho, onde tivemos a oportunidade de aprofundar o debate com os profissionais de saúde refletindo o que considero uma epidemia do adoecimento mental dos bancários”, afirma Cleiton dos Santos Silva, presidente da Fetec-CUT/CN.

“E continuaram com o debate e análise de conjuntura, que nos aponta para os desafios da classe trabalhadora para sustentar o projeto de reconstrução do país que se inicia com a vitória do atual governo do Brasil. Isso aumenta a nossa responsabilidade de intervir em todos os espaços políticos do país para reverter os retrocessos sofridos pelos trabalhadores no período anterior e ajudar a garantir o desenvolvimento do Brasil com sustentabilidade, promovendo emprego e renda e a dignidade no trabalho”, acrescenta Cleiton.

As principais resoluções

• Embora considere um avanço a reforma tributária aprovada na Câmara dos Deputados, que agora vai ao Senado, a Conferência considera que é preciso ir além. Aprovou a intensificação da mobilização e o diálogo com os bancários e com a sociedade para numa segunda fase da reforma incluir a tributação de lucros e dividendos, desoneração do Imposto de Renda aos salários mais baixos e aumento dos impostos dos super-ricos.

• A partir do documentário “Além do limite: Quando a meta é sobreviver”, produzido em 2022 pelo Sindicato dos Bancários do Porto Alegre e exibido na Conferência de Saúde e Condições de Trabalho dos Bancários da Fetec-CUT/CN, elaborar documento para entregar ao Ministério Público do Trabalho denunciando a epidemia de adoecimentos mentais na categoria bancária.

• Solicitar audiência pública na Câmara dos Deputados para debater a epidemia de doenças psíquicas dos trabalhadores do ramo financeiro.

• Ampliar o Observatório de Saúde do Trabalhador do Sindicato de Brasília para todas as bases da Fetec-CUT/CN.

• Iniciar a formação de rede de apoio aos bancários adoecidos.

• Ratificar a existência do Coletivo do Ramo Financeiro da Federação com dois integrantes de cada sindicato.

• Reunir periodicamente o Coletivo do Ramo Financeiro para encaminhar as ações políticas de cada base sindical.

• Realizar mapeamento da base laboral e também das representações sindicais de cada Estado.

• Realizar cursos de formação e nivelamento de conteúdo sobre as particularidades dos trabalhadores do ramo financeiro.

• Atualização dos estatutos/carta sindical.

• Compartilhamento de práticas sindicais.

A Conferência Regional foi precedida, na terça-feira 11 de agosto, da Conferência de Saúde e Condições de Trabalho da Federação do Centro-Norte. Veja aqui como foi. E terminou nesta quinta-feira 13 com a assembleia geral extraordinária de aprovação das contas da Fetec-CUT/CN.

Leia também:

Fonte: Fetec-CUT/CN

2 views0 comments
bottom of page