top of page
  • sintrafap

07 de fevereiro: Dia Nacional da Luta dos Povos Indígenas

Updated: Mar 7, 2023

O Sintraf-Ap reitera seu apoio a causa

Imagem Girlene Dias/Ascom Sintraf-Ap

Nesta Terça-feira, 7 de fevereiro, se celebra o dia nacional de luta dos povos indígenas, a data foi estabelecida em 2008 pela lei 11.696 como uma homenagem a morte de Sepé Tiaraju, uma importante liderança indigena durante a batalha de Caiboaté, no Rio Grande do Sul em 1756, conflito que teve como estopim o Tratado de Madrid, que determinava novas fronteiras entre Portugal e Espanha ignorando completamente as divisões já existentes dos povos daquela terra.


O dia 7 foi escolhido como uma forma de reflexão acerca da importância da preservação das culturas dos povos originários, de suas terras e suas histórias. Segundo censo demográfico de 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 896.917 mil indígenas viviam no país, desses aproximadamente 7 mil no Amapá. Atualmente, de acordo com dados da Secretaria Extraordinária dos Povos Indígenas do Governo do Amapá, a nível regional, vivem 10.065 no estado. Dados mais concretos ainda estão sendo elaborados com os resultados do censo realizado em 2022.


“Nosso papel é fortalecer a luta, buscar conhecimento com quem entende do assunto, e deixar o protagonismo nas falas para quem realmente tem propriedade sobre a causa e quem vivencia na pele todas as problemáticas que envolvem esses temas. Nossa missão é ajudar a reparar os erros que foram e infelizmente ainda são cometidos, como por exemplo, nessa situação dos Yanomami. Esses erros esses que comprometem a vida de povos que estavam aqui muito antes de nós e que tiveram suas terras usurpadas.” comenta o Diretor Administrativo e Financeiro do Sindicato dos Trabalhadores do Ramo Financeiro do Amapá (Sintraf-Ap), Edson Gomes.


O Sintraf-Ap aproveita para reiterar o apoio e alertar sobre a importância desta data para a preservação das comunidades indígenas, pelo fim do preconceito e para que haja mais conquistas e manutenção de direitos. Para saber mais sobre os povos originários do Amapá acesse


Conhecer a história nos ajuda a preservá-la.


Amanda Isis/Ascom Sintraf-Ap


5 views0 comments

Comments


bottom of page